Tratamentos

Podóloga Responsavel: Lu Rosner

Serviços oferecidos:

 

Onicomicose é qualquer infecção do leito ungueal causada por fungo. Tanto pode atingir as lâminas ungueais das mãos quanto à dos pés. As unhas dos pés são mais comumente afetadas, pois oferecem um ambiente mais propício ao desenvolvimento dos fungos (calor, umidade, pouca luz) encontrado dentro dos sapatos.

Conforme ABC.MED.BR (2013), as onicomicoses são causadas por fungos contraídos do solo, de animais ou de outras pessoas, de instrumentos contaminados como os alicates de cutículas e tesouras. Indivíduos com imunodeficiências, diabetes mellitus, psoríase, entre outros, estão mais predispostas às micoses das unhas.

Espessamento e descolamento das unhas, manchas brancas, deformação e destruição da lamina ungueal, unhas quebradiças ou muito endurecidas são manifestações da onicomicose.

As onicomicoses tem maior incidência em mulheres acima dos 40 anos e raramente se manifestam em crianças.

As onicomicoses podem ser completamente curadas com medicamentos e recursos adequados. Se não tratadas elas constituem uma porta de entrada para múltiplos micro-organismos que podem ocasionar infecções graves.

Calo formado nos cantos dos dedos em decorrência do atrito da lâmina ungueal com as pregas periungueais. A onicofose é, na maioria das vezes, removida de forma inadequada, o que pode provocar sangramento e muita dor.

A  onicofose é comumente confundida com onicocriptose. Tratar a onicofose consiste em diagnosticar a causa e removê-la, depois tirar o efeito (o calo) procurando não lesar o tecido integro e tratar a curvatura da unha, que geralmente também estimula o surgimento da onicofose.

Calo é uma área dura de pele que se tornou grossa e rígida como uma resposta a repetidos contatos e pressões, sendo que o local mais comum para incidência são as mãos e os pés.

São fatores predisponentes para a formação dos calos nos pés: calçado inadequado, obesidade e alterações estruturais dos pés e/ou de outras estruturas, como joelho, quadril e coluna.

Para tratar definitivamente um calo é necessário que seja tratada a alteração que o origina. Existem alternativas paliativas como o desbaste dos calos, indicação de órteses de silicone, digitais ou plantares.

Onicocriptose é o nome cientifico que se dá a unha encravada ou unha incarnada, resultante da penetração de uma espícula (pedaço de unha) no tecido circunjacente. Em geral, há infecção e formação de tecidos de granulação exuberante.

As principais causas da Onicocriptose são:

  • Pressão exercida por meias (grossas e pequenas), calçados (justos, estreitos e/ou de ponta fina), unhas espessas e convexidade exagerada do corpo da unha.
  • Traumatismo apresenta-se com maior rapidez, pois existe quase sempre, o rompimento da pele do sulco ungueal, seguido de inflamação e infecção.

Para o tratamento e para obter um resultado satisfatório é necessário fazer uma inspeção cuidadosa para identificar a causa da podopatia e remover a parte encravada. Retira-se no Maximo 5% da lâmina ungueal comprometida.

 A calosidade é uma reação cutânea desenvolvida como resposta a um estímulo de pressão local. Varia quanto ao tamanho, quanto à resistência e localização, no entanto, é sempre devido ao mesmo motivo – a hiperpressão.

Quando por razões externas (aumento do peso corporal, ação dos calçados, hiperuso) ou por razões internas (irregularidade óssea congênita ou adquirida, atrofia dos coxins gordurosos protetores como na diabetes e na artrite reumatoide), ocorre um aumento da pressão, acelera-se a formação de placas queratinizadas (calosidades) que recobrem a região comprometida.

O tratamento começa com a investigação da causa e a suspensão deste fator determinante. Nem sempre este objetivo é alcançado, pois depende de outras variáveis mais difíceis de controlar, quer seja por um momento transitório, quer seja por uma ação definitiva. Teremos então alternativas, em todas as situações, como por exemplo órteses de silicone e palmilhas anatômicas.

Onicolise é denominação do descolamento da lâmina ungueal do seu leito, a partir da borda livre distal ou lateral, o que pode ocasionar a queda da unha ou mesmo infestação por fungos. Geralmente se apresenta com cor esbranquiçada pelo acúmulo de detritos. As causas de uma onicolise podem variar indo desde uma psoríase, trauma, infecção fúngica, até o uso de produtos químicos ou excesso de umidade. Outros fatores podem desencadear um descolamento ungueal como algumas doenças sistêmicas (lúpus eritematoso, tireoide, anemia) ou doenças dermatológicas (líquen plano, dermatites) e doenças infecciosas (lepra, herpes, sifilis).

Para um tratamento eficaz é necessário sanar a causa da onicolise e a unha poderá ou não colar-se ao leito, vai depender muito do tempo de instalação desta patologia.

Granuloma piogênico, popularmente conhecido como carne esponjosa, é uma proliferação de vasos sanguíneos que causa uma lesão tumoral secundaria a um traumatismo. Apresenta tamanho proporcionalmente relacionado ao seu tempo de evolução, com superfície ulcerada.

O canto das unhas é o local mais comumente afetado. Esta lesão é causada por traumatismos (como, por exemplo, alicate de manicure) ou infecção bacteriana.

O quadro clínico observado caracteriza-se por uma lesão tumoral, avermelhada ou arroxeada, úmida, de consistência mole e que sangra com facilidade quando sofre qualquer trauma.

Cresce rapidamente e o sangramento pode ser substituído pelo desenvolvimento de crostas escuras sobre a lesão. Habitualmente vem acompanhado de processo inflamatório local, com vermelhidão, edema e dor na periferia da lesão.

Quando a unha encravada for o gatilho para o surgimento da lesão, a primeira deve ser tratada. O procedimento padrão para aliviar a pressão da lamina na pele é extirpar a espícula.